Breve Historial da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Riba de Ave

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Riba de Ave foi fundada em 02 de julho de 1950. Na altura, foi com alvoroço e entusiasmo que toda a população de Riba de Ave e freguesias periféricas receberam esta prenda social que lhes proporcionou a Fundação Narciso Ferreira.

O seu corpo ativo era constituído maioritariamente por trabalhadores das empresas têxteis propriedade da família Ferreira.
De facto, onde pela primeira vez se alude aos Bombeiros Voluntários de Riba de Ave é num livro de ouro assinado pelo Conde de Riba de Ave e pelos senhores Alfredo Ferreira e Joaquim Ferreira Júnior.

Este livro de Ouro refere a necessidade da criação de uma corporação de Bombeiros Voluntários, para prontamente serem salvaguardados os bens dos habitantes de Riba de Ave e freguesias vizinhas, bem como para os sinistrados e doentes terem um socorro rápido e imediato. De salientar que no mesmo livro se recolhe um outro fundamento para a criação da corporação dos Bombeiros: “retirar-se dos meios corruptos os novos que tanto estão a ser prejudicados”.

Comandante Manuel Antunes agraciado pelo Município de Vila Nova de Famalicão, em 2016, com a medalha de Mérito Municipal de Benemerência.

Apesar do livro ter sido assinado em 01 de Março de 1949, a verdade é que a fundação dos Bombeiros Voluntários de Riba de Ave data de 02 de julho de 1950.

Atualmente, a AHBVRA continua a servir com empenho e dedicação toda a população. O corpo ativo é constituído por 112 Bombeiros, sendo o seu Comandante Manuel Antunes, dedicado a esta causa há mais de 46 anos.

Em 02 de julho de 1957 foi constituída a sua Fanfarra, composta por 32 homens e 25 majoretes, num total de 57 elementos, chefiado pelo Sr. Joaquim Machado.

A zona de intervenção dos BVRA abrange nove freguesias: Riba de Ave, Oliveira São Mateus, Oliveira Santa Maria, Pedome, Delães, Bairro, Carreira (do concelho de Via Nova de Famalicão), Serzedelo e Guardizela (do concelho de Guimarães), servindo uma população de mais de 30.000 habitantes, numa área aproximada de 267 KM2.

No momento, os BVRA dispõe de um total de 26 viaturas, 5 das quais são ambulâncias de socorro e 6 de transporte de doentes, sendo as restantes de combate a incêndios; o seu parque conta ainda com uma escada magirus e com um barco.