A Capela do Hospital da Misericórdia de Riba de Ave, constitui mais uma memória de um passado coletivo dos ribadavenses. Por este espaço sagrado perpassa a história de uma comunidade crente com as suas irmandades e promessas.

A capela está implantada a Oeste do Hospital Narciso Ferreira, tem adro empedrado, decorado com canteiros, cerrado por muro gradeado onde se abre um portão de ferro em posição central. Possui uma abertura lateral, que permite comunicação com o hospital.
Na descrição deste templo, temos uma capela de planta longitudinal, com nave única e capela-mor retangular, em eixo. A fachada principal a Norte, de padieira reta, está sobrepujada por frontão de volutas, onde surge em relevo no tímpano as chaves de São Pedro e a representação da pinha. Temos igualmente nesta fachada um óculo quadrilobado com vitral. A porta principal, está rematada por empena truncada por sineira com uma ventana em arco de volta perfeita. Remata uma cornija reta com uma cruz latina cujos braços são trilobados.

O interior da capela tem cobertura em teto de masseira de madeira, com paredes rebocadas e pintadas de branco, cuja decoração é feita por silhar de azulejos a azul e branco de fabrico industrial. Coro-alto de madeira que se encontra assente sobre quatro mísulas de pedra.

O arco triunfal é de volta perfeita, assente em pilastras toscanas, sendo ladeado por dois retábulos com estrutura Rococó, em que o do lado do Evangelho é do Sagrado Coração de Jesus, e o do lado oposto de Nossa senhora do Rosário. O seu altar é em forma de urna encimado por sacrário.

A sacristia tem escadas que conduzem à tribuna. Possui altar, igualmente em forma de urna com talha monócroma a branco e decoração dourada com motivos fitomórficos, assentando em patas de leão. Junto encontra-se o lavabo com pia circular em alabastro. Quanto à cronologia associada à edificação e vida desta capela, intimamente ligada ao edifício do hospital, destacamos as seguintes datas:

  • Séc. XVIII (finais) – Edificação da capela, que serviu como paroquial, no local onde hoje se encontra a Igreja de Riba de Ave.
  • 1922 – É apresentado o projeto de construção do hospital, cujo principal promotor foi Raúl Ferreira, Conde de Riba de Ave.
  • 1927 – Ano da fundação da Santa Casa da Misericórdia de Riba de Ave sendo reconhecida como entidade eclesiástica. Neste mesmo ano inicia-se a atividade hospitalar com a entrega dos cuidados de enfermagem às irmãs franciscanas, provenientes de Espanha.
  • 1950 – Data marcante na vida da capela pois é neste ano que a capela é desmontada e reconstruída, no atual local, junto do hospital Narciso Ferreira. Neste mesmo ano o Hospital é entregue à Santa Casa da Misericórdia de Riba de Ave.

Nota curiosa prende-se com o facto de aquando da transladação da capela para junto do hospital, uma das janelas da capela-mor, precisamente a do lado do Evangelho, ter sido ampliada por forma a permitir a criação de um espaço, sobre a sacristia, para que as religiosas do hospital, as irmãs franciscanas, pudessem assistir ao ato religioso, sem serem obrigadas a passar pelo exterior da capela.

Por: Pedro Lopes Barbosa

 

Bibliografia


– DINIS, A. Pereira & PEREIRA, Ana de Sousa – Sistema de Informação para o Património Arquitetónico, SIPA, 2000.
– PEREIRA, Aurélio Fernando – Riba d’Ave em Terras de Entre-Ambas-as-Aves, monográficos, Iº volume, Edição da Biblioteca do Externato Delfim ferreira, Riba d’Ave, 1993.
– SOUTO, José Correia – Minha Terra e Minha Musa, edição do autor, Braga, 1985.
– VIEIRA, A. Martins – As capelas no concelho de Vila Nova de Famalicão, Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, 2000.
– Misericórdia de Riba de Ave. Um Hospital com saúde! In jornal “Voz da Misericórdia”, fevereiro de 1991.